Pele

Também não tínhamos ouvido falar de meditação trêmula


Quando você pensa em meditação, pode se imaginar sentado de pernas cruzadas no chão, com as costas retas e os pés no chão. O que você não A imagem permanece em uma posição até seus músculos começarem a tremer e os pinos e agulhas entrarem em ação. Entretanto, é exatamente isso que acontece com a meditação trêmula. A premissa é que, ao estabelecer tremores naturais no corpo e aprender a reagir a eles (em vez de se sentir estressado), você se sentirá seguro, pois pode lidar com os tremores e sua mente não mudará automaticamente para o pior modo de cenário de caixa.

Agitar a meditação não é o termo oficial - a prática é realmente conhecida como exercícios de liberação de trauma (ou TRE), também conhecido como um conjunto simples de sete exercícios projetados para treinar novamente o cérebro. "Entender como os reflexos protetores primitivos funcionam é muito poderoso", explica o praticante britânico Steve Haines. - Ensina a se relacionar com sentimentos intensos de maneira fundamentada e auto-regulada, liberando a tensão e acordando o corpo. No contexto certo, os sentimentos gerados pelo tremor também podem ser um estímulo poderoso para sair de hábitos antigos e fixos.

Ele continua usando o exemplo clássico de luta ou fuga: “É como fugir de um tigre. Quando estamos estressados, partes antigas do cérebro estão preparando todos os sistemas do corpo para o perigo; portanto, nossa freqüência cardíaca aumenta, aumentamos nossa respiração e a atividade nos sentidos. Ao mesmo tempo, o estresse nos leva a desativar projetos de longo prazo, como digestão, libido, crescimento e reparo, hormônios reprodutivos e sistema imunológico. O TRE nos ajuda a sair das respostas ao estresse e funciona como uma reinicialização para nos impedir de voltar a esses padrões de proteção habituais.

Stocksy

Os Sete Mágicos

Assim como em qualquer exercício, o objetivo do jogo é introduzir algum cansaço nos músculos. No TRE, ele é focado nos músculos da perna e do quadril. Levando até 15 minutos para passar pelos sete, você não se exercitará, e não há nada dramático nos movimentos, para que você possa apagar essa imagem de você chorando e se debatendo no chão.

Em vez disso, espere alongamentos do tornozelo, aumentos da panturrilha, agachamentos de uma perna, alongamentos para a frente e psoas. Até coisas como sentar-se contra uma parede por cinco minutos para cansar as pernas antes de se deitar e meditar. Para ser honesto, eles não são diferentes dos exercícios que um fisioterapeuta faria para superar as doenças físicas, mas quem sabia que eles poderiam ter um impacto tão grande no cérebro?

Outra é a posição da borboleta. - Todo mundo começa a tremer quando fica em uma perna e a posição da borboleta é semelhante. Você deita no chão com os joelhos bem abertos e as solas dos pés juntas para esticar a virilha e depois aproximar lentamente os joelhos. A mistura de cansaço, alongamento e posição incomum permite que o mecanismo do tremor se desenvolva, diz Haines. Também ensinamos às pessoas como desligar os tremores; coisas como estender as pernas ou diminuir a respiração e olhar ao redor da sala.

A idéia é que, se você puder desativá-los quando estiver praticando a sequência, poderá utilizar os mesmos poderes quando estiver enfrentando estresse ou trauma em tempo real. Ao deixar de lado internamente, os meditadores do TRE relataram sentir-se mais fácil, mais feliz, mais presente no momento, além de estímulos físicos, como melhor sono, digestão, circulação e respiração.

Quando e onde você deve estar tremendo?

Ao contrário da atenção plena, o TRE é um bom grito para quem luta para desligar quando não faz nada (ou seja, fica parado), pois é mais uma prática ativa. Também foi encontrado para ajudar aqueles que lidam com trauma, tristeza e até fobias que causam uma reação física e emocional dentro do corpo. "O tremor involuntário é uma explosão de boas notícias dos músculos tremendo diretamente para o sistema nervoso central e os sinais gerados podem criar novas vias neurais dentro do cérebro", diz Haines.

Idealmente, como iniciante, uma prática entre cinco e 20 minutos, duas a três vezes por semana, é um bom ponto de partida. Uma vez que você é mais bem-sucedido, cabe a você - uma vez por dia ou uma vez por semana pode ser suficiente para sentir os benefícios, e os profissionais incentivam as pessoas a brincar com sua dose trêmula. E como não há equipamento necessário, você pode fazê-lo em qualquer lugar e a qualquer momento (embora seja recomendável que você sempre complete a sequência).

Falando da sequência, atualmente existem cerca de 100 fornecedores de TRE no Reino Unido e muitas oferecem aulas, incluindo Steve, que trouxe seus métodos para Triyoga. Há também um aplicativo de telefone
(Stress Less TRE), e em breve haverá uma Associação TRE onde treinadores e mentores compartilharão suas dicas, conhecimentos e experiência para agitar os meditadores.

Falando da sequência, atualmente existem cerca de 100 fornecedores de TRE no Reino Unido e muitas oferecem aulas, incluindo Steve, que trouxe seus métodos para Triyoga. Há também um aplicativo de telefone
(Stress Less TRE), e em breve haverá uma Associação TRE onde treinadores e mentores compartilharão suas dicas, conhecimentos e experiência para agitar os meditadores.